Assine nossa newsletter

Conheça Edis Lima, a brasileira guia das celebridades em Paris

Nova colunista da EQL chegou à França como estagiária e se descobriu profissionalmente no turismo
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
Conheça Edis Lima, a brasileira guia das celebridades em Paris
Com o sonho de ter uma vivência profissional no exterior, Edis Lima chegou como estagiária na França e nunca mais saiu do país

Tudo começou no Tocantins, norte do Brasil. Lá eu trabalhava com delegações estrangeiras e, por isso, resolvi tentar um estágio profissional na França.

A oportunidade surgiu no final de 2000, quando consegui um estágio por um ano na área de importação e exportação, em Paris, no setor de alimentos de uma empresa privada. Para minha surpresa, ao final do contrato, a empresa me propôs a contratação efetiva. 

OLHA SÓ: 5 dicas para fortalecer o sistema imunológico de forma prática

Voltei ao Brasil para mudar o status do visto de trabalho de estágio para emprego efetivo e retornei para Paris com um contrato de trabalho garantido.

Minha experiência em empresas francesas

Trabalhei mais três anos como funcionária efetiva na empresa de alimentos onde comecei como estagiária, mas, ao final desse tempo, a companhia acabou fechando o setor no qual eu trabalhava apόs uma fusão. 

Nesse meio tempo, me casei com um bretão (francês do oeste da França) e consegui um contrato de trabalho em uma empresa de projetos estruturais de engenharia e arquitetura, onde trabalhei por três anos  como tradutora-intérprete e assistente administrativa dos contratos França-Brasil.

Como ingressei no turismo cultural

Decidi prestar concurso para o curso de Guia Conferencista pelo meu gosto pela arte e pelo patrimônio da França. Contratei uma professora francesa de histόria da França e da arte, e me preparei durante nove meses para disputar uma concorrida vaga nas duas únicas universidades estaduais de Paris que promovem o curso. 

A seleção incluiu provas escritas e orais sobre história de Paris, história da França, história da arte, técnicas de guia e fluência em inglês. 

O esforço valeu muito a pena, pois dentre 350 concorrentes de diversas nacionalidades, fiquei entre os 25 candidatos selecionados do curso de Guia Conferencista Nacional na Universidade Paris-Est Marne-la-Vallée.

E AINDA: Tentando viver o normal após o “novo normal”

Ufa! Passei. Para mim foi um sinal de que eu estava no caminho certo. Assim, deixei meu emprego no Ministério das Relações Exteriores para me dedicar integralmente ao meu novo percurso.

Como nasceu a @beminparis

Com o diploma de Guia Conferencista Nacional, em vez de trabalhar como freelancer, decidi criar a @beminparis para ter a liberdade de oferecer roteiros personalizados, visitas guiadas e passeios fora do eixo puramente turίstico. 

Por meio do @beminparis, atendo como guia oficial pessoalmente e coordeno guias autônomos, também credenciados, que trabalham com diferentes tours.

A razão do nome BEM in Paris é pelo fato de eu me sentir muito bem aqui e querer que quem procura a BEM in Paris também se sinta muito bem aqui. Quero que quem visita a cidade se sinta de fato integrado com a cultura francesa, visitando lugares de frequentação parisiense e vivenciando experiências genuinamente locais.

Anos dourados no turismo cultural na França…

A @beminparis cresceu ao longo dos anos e conquistou uma clientela cada vez mais diversa, além de celebridades e famosos. Com isso, fiquei conhecida em 2017 como a guia das celebridades em Paris. 

Minha experiência no turismo cultural foi muito estimulante. Além de ampliar meus conhecimentos, tive a oportunidade de atender brasileiros de diversas partes do Brasil e de ser uma facilitadora para tantos que tinham pouco contato com museus, porque meu foco desde o início foi reforçar o lado cultural da viagem e despertar o interesse pelo patrimônio material e imaterial da França. 

Com a pandemia e as fronteiras da França ainda fechadas para alguns países, enquanto trabalho em outros projetos continuo atualizando o público pelas redes sociais da @beminparis, com conteúdos culturais, além de mostrar exposições temporárias comentadas também no blog (beminparisblog.com). 

Edis Lima é guia conferencista formada pela Paris-Est Marne-la-Vallée

O conteúdo expresso nos artigos assinados são de responsabilidade exclusiva das autoras e podem não refletir a opinião da Elas Que Lucrem e de suas suas editoras

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter